May 26, 2016

Novo relatório mostra como as mudanças climáticas ameaçam os Patrimônios da Humanidade

Impactos devem mudar rápida e permanentemente os atributos que tornam os Patrimônios Mundiais alguns dos destinos turísticos mais procurados

PARIS (26 de maio de 2016) – As mudanças climáticas estão rapidamente se tornando um dos riscos mais significativos para os Patrimônios da Humanidade, de acordo com o relatório "Patrimônio Mundial e Turismo em um Clima em Mudança", lançado hoje pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Union of Concerned Scientists (UCS).

"Precisamos entender melhor, monitorar e combater as ameaças das alterações climáticas a sítios do Patrimônio Mundial globalmente", disse Mechtild Rössler, diretora do Centro de Patrimônio Mundial da UNESCO. "Como as conclusões do relatório destacam, alcançar o objetivo do Acordo de Paris de limitar o aumento da temperatura global bem abaixo de 2 graus Celsius é de vital importância para proteger o patrimônio mundial para as gerações atuais e futuras."

O novo relatório lista 31 sítios naturais e culturais considerados como Patrimônio Mundial em 29 países que são vulneráveis ​​ao aumento das temperaturas, derretimento de geleiras, elevação dos mares, intensificação dos fenómenos meteorológicos, agravamento das secas e a temporadas de incêndios mais longas. Ele documenta os impactos das mudanças climáticas em destinos turísticos icônicos – incluindo Veneza, o Stonehenge e as Ilhas Galápagos  –  e outros sítios do Patrimônio Mundial, como a região floral do Cabo, na África do Sul, a cidade portuária de Cartagena, na Colômbia, e o Parque Nacional Shiretoko, no Japão.

"As mudanças climáticas estão afetando o Patrimônio Mundial em todo o mundo", alerta Adam Markham, principal autor do relatório e diretor e vice-presidente do Programa de Clima e Energia da UCS." Algumas estátuas da Ilha de Páscoa estão em risco de serem perdidas para o mar por causa da erosão costeira. Muitos dos mais importantes recifes de coral do mundo, incluindo os das ilhas de Nova Caledônia, no Pacífico ocidental, sofreram um branqueamento sem precedentes associado às mudanças climáticas este ano. As alterações climáticas poderão até mesmo fazer com que alguns locais percam seu status de Património Mundial. "

Como é preciso ter "valor universal excepcional" para que um local seja considerado como Patrimônio Mundial, o relatório recomenda que o Comitê do Patrimônio Mundial leve em conta o risco de que potenciais locais sejam degradados pelas mudanças climáticas antes de serem adicionados à lista.

The Union of Concerned Scientists puts rigorous, independent science to work to solve our planet's most pressing problems. Joining with people across the country, we combine technical analysis and effective advocacy to create innovative, practical solutions for a healthy, safe, and sustainable future.